terça-feira, 25 de novembro de 2008


O título de Nossa Senhora da Guia é litúrgico e se origina do fato de ter a Santíssima Virgem “guiado” Jesus durante a sua infância e juventude. Foi Ela quem o nutriu, guiou-lhe os primeiros passos e ensinou-lhe as mais lindas palavras, Jesus não precisava disso mas quis tornar-se homem e ser criado como todos o fomos. Na igreja ortodoxa Ela é venerada sob o nome “Odigitria” que significa condutora, guia.
Se Nossa Senhora serviu de Guia a Seu Filho, que era Deus, quanto mais nós, pobres mortais precisamos dessa direção.

A Virgem Maria se apresenta geralmente sentada, segurando com as mãos o Menino Jesus, como se quisesse ampara-Lo. No entanto, na fachada da igreja de Cabedelo, Ela está com a mão direita estendida aos devotos, como para guia-los.
As representações modernas da Senhora da Guia são pinturas ou gravuras e mostram Maria a meio corpo, vestida de uma túnica branca franzida no decote e um manto azul. Tem a cabeça semi coberta por um véu braço curto e as mãos unidas em oração. Não tem o Menino Jesus e nem coroa, e de cada lado vêem-se dois anjos, um em cima e outro embaixo.
Ela aparece também algumas vezes com uma estrela na mão direita, lembrando o simbolismo da Estrela de Belém, que guiou os Três Reis Magos até a manjedoura, onde se encontrava o Deus Menino.

A primeira festa em honra de N. Sra. da Guia foi realizada em 6 de Outubro do ano de 1884, e desde então passou a ser realizadas todos os anos, no 1º Domingo de Agosto.

Deixe um Comentário

- Copyright © Meu Imaculado Coração Triunfará -