sexta-feira, 14 de novembro de 2008

"Eu falava com Ela como uma criança, com toda a simplicidade.
Eu recorria a Maria em todas as minhas aflições. Ofereci-lhe a pequena coroa do Rosário, mantinha os joelhos sempre desprotegidos, fazendo genuflexões ou beijando o chão, a cada Ave Maria. Ela sempre foi para mim uma verdadeira Mãe, e jamais me recusou o seu auxílio. Procurava-a com tanta confiança que me parecia nada ter a temer sob a sua materna proteção. Consagrei-me a Ela como sua serva para sempre, suplicando-lhe não me recusasse esta qualidade para servi-La. Falava-Lhe como uma criança, com simplicidade, como à minha boa Mãe, à qual eu me sentia completamente dedicada e entregue, sentindo por Ela, desde então, um terno e imenso amor. Se entrei para a Visitação, é porque eu estava atraída pelo nome tão amável de Maria. Sentia que lá estava tudo o que buscava". (Santa Margarida Maria Alacoque)

Deixe um Comentário

- Copyright © Meu Imaculado Coração Triunfará -