quarta-feira, 9 de setembro de 2009


Deus a admira, a olha, a acarinha, a conduz, como aquela a quem Ele deseja se doar, e se doar, na qualidade de Filho seu, tornando-a sua mãe. Ele a enche de graças desde a sua concepção e a santifica desde a sua infância.

Deus a sequestra do mundo e a consagra ao seu Templo, para marcar e figurar que, logo, ela seria consagrada ao serviço de um templo mais augusto e mais sagrado do que o anterior. Lá está ela, na sua solidão... Ele a guarda, a envolve com o seu poder, animando o seu espírito, alimentando-a com a sua Palavra, elevando-a com a sua graça, iluminando-a com suas luzes, envolvendo-a e abraçando-a com seus ardores, visitando-a, por meio de seus anjos, enquanto aguarda o momento em que irá visitá-la pessoalmente.

Cardeal Pierre Bérulle (1575-1629

- Copyright © Meu Imaculado Coração Triunfará -