quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Meus queridos Amigos e Irmãos na Fé!

“Confiei, Senhor, na vossa misericórdia;
meu coração exulta porque me salvais.
Cantarei ao Senhor pelo bem que me fez” (Sl 12,6).

As três palavrinhas que poderão alimentar-nos a partir da Mesa da Palavra deste Sétimo Domingo do Tempo Comum de 2012 são Misericórdia, Reconciliação e Perdão!
O Profeta Isaías lembra a “face misericordiosa de Deus para com a humanidade”, que tanto ama. Poderia dizer-se, que Deus teima em perdoar sempre os pecados da pessoa, que O deixa falando sozinho, lhe vira as costas e se afasta de Seu amor! “Sou eu, eu mesmo, que cancelo tuas culpas por minha causa e já não me lembrarei de teus pecados”.
A Palavra de Deus é um insistente convite a cada um de nós, de aprendermos de Deus uma maior misericórdia em nossas relações. Ao contrário, temos o péssimo hábito de “rotular” as pessoas que um dia caíram. Ao invés de ajudá-la e reerguê-las, pisamos nelas, a fim de que continuem nos porões de suas depressões, limites e deslizes. Há quem coloque adesivos na testa de seus irmãos, sem proporcionar-lhes a oportunidade de mudança! Este tipo de relação é muito frequente em nossas Comunidades, no Clero, na Política e na Sociedade em geral. Não creio no ditado popular: “Perdoar é esquecer...”, mas acredito fielmente que “Perdoar é lembrar sem rancor, sem mágoas, sem ódio...”. Acredito que a pessoa possa mudar, amadurecer e aprender com as surras que sua própria vida lhe dá. A Comunidade que não se alimenta de tal esperança, discorda do Profeta Isaías, que apresenta um Deus extremamente misericordioso. Se não aprendermos a Misericórdia de Deus em relação aos nossos semelhantes, continuaremos querendo ser “deuses” sobre os outros, logo, arrogantes, prepotentes, cruéis e desumanos.
O Evangelho de São Marcos nos incentiva a perdoar sempre, como Jesus perdoa. A primeira preocupação de Jesus não é a cura física, mas a interior: “Filho, os teus pecados estão perdoados”. Isso incomoda os mestres da lei. Muitas vezes também nós somos mais legalistas do que misericordiosos. Portanto, diferentes de Jesus. Mesmo assim nos dizemos cristãos. Jesus tenta mostrar que as enfermidades são inerentes aos nossos limites humanos, embora queira saúde para todos. Daí dizer ao paralítico: “Levanta-te e Anda”. Ao falarmos, diariamente aos enfermos e idosos, aos impedidos de participarem das celebrações de suas Comunidades pela Rádio CMN-750, Jovem Pan Sat, as Rádios da Família, nos inspiramos nesse Evangelho, motivo pelo qual nosso Programa chama-se: “Levanta-te e Anda”. É durante nosso programa, que tentamos animar nossos ouvintes a nunca desistirem de lutar por maior dignidade, contando sempre com a misericórdia divina revelada no gesto de cura do Senhor em relação ao paralítico!
Já São Paulo em sua Segunda Carta aos Coríntios nos convida à reconciliação. Ninguém é melhor do que ninguém. Diante do amor e da misericórdia de Deus, revelados por Jesus Cristo, somos todos iguais e merecedores do incondicional perdão de Deus. Mas para que isso seja possível, é necessário que as Comunidades de Fé, Oração e Amor, compreendam que “as promessas de Deus tem o seu SIM em Jesus Cristo... e é Deus que nos confirma em nossa adesão a Cristo, como também é Deus que nos ungiu”.
A fim de concretizarmos a verdadeira Reconciliação em nossas relações, precisamos aprender de Jesus a verdadeira Misericórdia, que nos torna capazes do incondicional Perdão!
Vivemos o domingo de Carnaval, um dos eventos que marca o Brasil no mundo todo. O Carnaval tornou-se tão marcante em nosso País que atravessa o Início da Quaresma, ignorando até mesmo a Quarta-Feira de Cinzas! Muitos afirmam que a vida normal de trabalhos e estudos só iniciam após o Carnaval. Outros ainda entendem o Carnaval como a Festa da Libertinagem! Como seria bom se as pessoas soubessem respeitar-se a si mesmas e as outras, também durante os dias de Carnaval. O Poder Público de nosso País disfarça sua preocupação com a Saúde das Pessoas, “encamisando” o Carnaval, como se o mesmo fosse a “A festa da liberação sexual geral”, o que seguramente animaliza as pessoas, roubando-lhes a dignidade humana. É justo que com nossos impostos se distribuam, gratuitamente, milhões de preservativos, insinuando que para brincar o Carnaval, já se subentenda também a relação sexual com quem se encontrar pela frente? Mais uma vez a (des)educação é incompetente diante da reação animal de pessoas que se consideram humanos, mesmo sem princípios e muito menos valores pautados em dignidade!
Nas celebrações deste domingo de Carnaval, em nossa Igreja Santo Antoninho, 8 e 10 horas, rezaremos para que o Carnaval deste ano seja entre pessoas que saibam honrar sua dignidade. Também na Terça-Feira de Carnaval, celebraremos às 8 horas, com a Bênção dos Pães aos Pobres, pedindo proteção, principalmente aos nossos Jovens que preparam a grande Jornada Mundial da Juventude para o próximo ano no Rio de Janeiro, o palco do maior Carnaval do mundo! Os ícones da Jornada: a Cruz e a imagem de Nossa Senhora tenham prioridade sobre a promiscuidade que assistimos abertamente nas telas que transmitem desfiles e shows carnavalescos nesses dias.
Já na Quarta-Feira de Cinzas, celebrando o Início da Quaresma, lançaremos, durante a Missa das 19 horas com a Imposição das Cinzas, a Campanha da Fraternidade de 2012: Fraternidade e Saúde Pública!
Desejando-lhes muitas bênçãos, com ternura e gratidão, meu abraço amigo,

Pe. Gilberto Kasper

- Copyright © Meu Imaculado Coração Triunfará -