quinta-feira, 26 de julho de 2012

A Santíssima Virgem Maria nos foi dada como a obra-prima da misericórdia de Deus. Ela é aquela cuja função primordial é fazer com que possamos passar através da porta estreita e real da misericórdia do Pai. Pois Maria é, verdadeiramente, a obra-prima desta misericórdia; ela é, assim podemos qualificá-la, a personificação da misericórdia do Pai. Nosso Senhor é, para nós, a fonte da misericórdia, porém, em suas relações com o Pai, ele está além da misericórdia, porque é Seu Filho único; ora, diante do Filho, o Pai não manifesta uma atitude de misericórdia, mas uma atitude de amor. Maria, por sua vez, é criatura, e pura criatura. A misericórdia a envolve, então, desde o princípio, de forma total e completa; durante toda a vida, Maria sempre recebeu a misericórdia do Pai, em plenitude. Esta misericórdia é destinada a introduzi-la no amor, contudo, trata-se de um amor cuja nuance é especial, pois quando o amor de Deus é comunicado a uma criatura, toma, necessariamente, a forma de um amor de misericórdia. Padre Marie-Dominique Philippe Trois Mystères de Miséricorde (Três Mistérios da Misericórdia) - Ed. Parole et Silence, 2000

- Copyright © Meu Imaculado Coração Triunfará -