domingo, 13 de agosto de 2017




As cores usadas durante as missas representam o Tempo Litúrgico. São seis cores que marcam, durante todo o ano, os diversos momentos vividos pela Igreja. Estas cores foram fixadas em Roma há séculos e, em seguida, os cristãos do mundo inteiro aderiram ao costume.
O frater explicou parte da história: “A cor era vivenciada a partir do imperador romano. Se ele saia para uma guerra, ele ia de vermelho. Se ia para um casamento, de dourado. Então, a Igreja cristianiza um símbolo, e esse símbolo nos ajuda a rezar. Por isso, a gente percebe em cada cor uma distinção diferente, um significado, uma alegria, que nos ajuda a entrar em contato com o mistério da revelação do Cristo para nós”.

O ano litúrgico começa com a cor roxa. Ela marca o início de tudo, é o Tempo do Advento. As outras cores são: a vermelha, verde, branca, rosa e preta. Cada uma representando um momento celebrado pela Igreja, seja alguma festa ou solenidade.
“A vermelha nos mostra o martírio, todas as pessoas que derramaram sangue pela causa da Igreja. É usada também na Sexta-Feira da Paixão, a morte de Cristo, e no Domingo de Ramos. O paramento verde é o mais comum, abrange grande parte do calendário litúrgico e nos mostra a esperança, que nós estamos sempre esperando, algo novo, algo interessante. O branco é a cor mais festiva da Igreja, para grandes momentos de Páscoa, Natal, casamento, batizado, festas de Nossa Senhora, de Nosso Senhor Jesus Cristo. O rosa é usado apenas em dois domingos do ano litúrgico: o quarto domingo da Quaresma e o terceiro domingo do Advento. E por último, uma cor de fato, de luto”, pontuou Fr. Murillo.

Geralmente as estolas trazem a cor que deve ser usada na celebração, mas o altar também pode conter alguns detalhes que remetam à cor litúrgica.

Deixe um Comentário

- Copyright © Meu Imaculado Coração Triunfará -