Você é cristão ? Conheça mais sobre o Cristianismo !



1. A BÍBLIA, livro sagrado para os cristãos, sejam eles católicos ou crentes, protestantes, evangélicos etc., não existia até o Século IV, quando foi compilada pela Igreja Católica. (Foi ela que selecionou os livros sagrados).
2. A chamada “IGREJA PRIMITIVA”, ou “IGREJA DOS MÁRTIRES”, ou “IGREJA DOS PRIMEIROS CRISTÃOS”, não conheceu a Bíblia porque não existia. Os cristãos primitivos seguiam sua fé baseados na TRADIÇÃO APOSTÓLICA e na AUTORIDADE DO CHEFE DA IGREJA (PAPA) COM OS BISPOS, chamados de MAGISTÉRIO DA IGREJA.
3. A Igreja Primitiva foi chamada de “CATÓLICA” pela primeira vez por Santo Inácio de Antioquia, que morreu no ano 110, em Roma, comido pelos leões. A palavra “Católica”, em grego, significa “Para Todos” ou “Universal”, para designar o tipo da Igreja de Cristo: “O que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora” (Jesus), ou seja, sua Igreja servia para todos e não excluía ninguém.
4. A primeira Bíblia foi compilada pela Igreja Católica no ano 38l, com o Papa Dâmaso I (São Dâmaso). Isso depois de quase 70 anos de pesquisa dentre muitos manuscritos tidos como sagrados. Por fim, a Igreja Católica selecionou 73 livros que vieram fazer parte do Cânon Sagrado, ou seja, da Bíblia (Os 6 escritos em grego foram confirmados no Concílio de Trento no século XVI). A chamada Bíblia crente, protestante ou evangélica apareceu 1212 anos depois. Foi criada por Martinho Lutero em 1517, quando ele fundou a primeira igreja protestante, a Igreja Luterana.
5. A idéia seguida pelos crentes, evangélicos etc., de “BÍBLIA E SÓ BÍBLIA”, não está na Bíblia. Foi invenção de Lutero e Calvino, que romperam com a Tradição Apostólica, o Magistério da Igreja, portanto, 1500 anos de história do Cristianismo. Os primeiros cristãos nem conheceram a Bíblia.Não existia.
6. A fonte de fé para crentes, evangélicos etc. é somente a Bíblia. Para os Católicos valem também a Tradição Apostólica e o Magistério, que vão desde a fundação da Igreja por Jesus Cristo (Mateus 16,18-19, 18,18) e, por fim, a Bíblia. As três fontes têm igual valor e não se contradizem.
7. No Século XX, surgiram milhares de denominações de igrejas chamadas cristãs. Todas fundadas por homens e nenhuma por Jesus Cristo. Muitas são chamadas “empresas da fé”, com a finalidade de usar a religião para tomar dinheiro das pessoas, usando lei do Antigo Testamento, lei de dízimo de 10%, que, aliás, já foi abolida (Lucas 16,16). A falta de conhecimento religioso faz com que muitas pessoas abandonem a Igreja de Jesus para correr atrás do sonho da prosperidade e riqueza. Essas “igrejas” são facilmente conhecidas, porque usam da difamação contra o Catolicismo como meio de ataque e divulgação. Na verdade, todas as igrejas fundadas por homens, sejam as antigas ou as modernas, seguem somente uma pequena parte da Bíblia. Aboliram e rejeitam muitas coisas bíblicas e promovem sérios ataques, especialmente contra a Eucaristia, o sacerdócio, o celibato, o Papa, a Comunhão dos Santos, a Veneração (não adoração) de Maria, a
intercessão, o batismo de criança, a confissão, o casamento indissolúvel, a Tradição Apostólica e, principalmente, a origem em Jesus Cristo, pois seguem a um outro fundador.
8. Muitos crentes, protestantes, evangélicos, dentre ele muitos pastores, foram estudar a origem da
Igreja e se converteram ao catolicismo. No ano 2001, 171 mil protestantes se tornaram católicos nos EUA. Na França foram 9 mil. Mais 293 sacerdotes e 3 bispos anglicanos aderiram ao catolicismo. Recentemente, 500 ministros protestantes se tornaram católicos nos EUA. No Brasil ocorre o contrário. Muita gente não procura a verdade nem o conhecimento e vai em busca de riqueza ou prosperidade, segue ao discurso inflamado de pastores e a difamação contra o catolicismo, especialmente imagens, idolatria, Maria e o Papa. Nem sabe o que significa isso e se torna crente ou evangélico.
9. PERDOAR PECADOS. É um poder exclusivo de Jesus, que ele transmitiu aos seus apóstolos para que os pecados fossem perdoados ou não (João 20,22). Os apóstolos transmitiram aos futuros bispos e estes aos sacerdotes. Assim segue até hoje. Esta é uma prática da Igreja Primitiva, que é mantida na Igreja Católica, primeira e única fundada por Jesus (Mateus 16,18-19). Esse poder não foi dado à Bíblia, que nem existia. Ela surgiu quase 400 anos depois. Igualmente, não foi dado a nenhuma igreja inventada por homens, nem a nenhum pastor, por melhor intenção que tenham, nem àqueles que se denominam “bispos” em novos tipos de “igrejas” recentes, que não são católicas. Esses apareceram 1500 anos depois. Satisfazem plenamente ao aviso bíblico: “Cuidados com os falsos profetas…”. Qualquer explicação ou justificativa diferente é pura bobagem, porque não têm autoridade apostólica, nem bíblica.
10. CONFISSÃO DOS PECADOS. Pelo poder recebido de Jesus (Mateus 16,19 e 18,18), a Igreja Católica determina que ela seja feita com o sacerdote, que tem o poder de perdoar ou não os pecados. Em Tiago 5,16 diz a Bíblia que a confissão seja feita “uns aos outros”. Essa idéia de confessar-se diretamente com Deus é muito poética, muito linda, mas é invenção de homens criadores de igrejinhas e de muitos outros chamados de “pastores”, “cooperadores” etc.
Você é cristão ? Conheça mais sobre o Cristianismo ! Você é cristão ? Conheça mais sobre o Cristianismo ! Reviewed by Apostolos dos Sagrados Corações on terça-feira, agosto 08, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.